Imposto de RendaDeclaração do Imposto de Renda 2024: O que você precisa saber

Neste guia, vamos fornecer as orientações essenciais para que você possa fazer sua declaração e cumprir suas obrigações fiscais de forma precisa e sem preocupações.

Com a chegada do ano novo, também é aberta a temporada de declaração do Imposto de Renda. Este processo pode parecer assustador para muitos, mas com o conhecimento adequado, você consegue realizá-lo sem problemas. 

O Imposto de Renda é uma tributação aplicada sobre os ganhos financeiros das pessoas físicas e jurídicas. No caso das pessoas físicas, ele incide sobre salários, rendimentos de investimentos, aluguéis, entre outros. É uma obrigação fiscal imposta pelo governo para financiar os serviços públicos e promover o desenvolvimento socioeconômico do país.

De acordo com a Receita Federal, a entrega da Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (DIRPF) em 2024 deverá ser feita entre os dias 15 de março e 31 de maio.

Quem deve declarar? o Imposto de Renda em 2024?

  • Obteve rendimentos tributáveis acima de R$ 30.639,90 em 2023;
  • Recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, ultrapassando R$ 200 mil em 2023;
  • Obteve receita bruta anual decorrente de atividade rural em valor acima de R$ 153.199,50;
  • Possuía, em 31 de dezembro de 2023, bens e direitos (como imóveis, veículos e investimentos) cuja soma ultrapassava R$ 800 mil;
  • Movimentou valores acima de R$ 40.000 na Bolsa de Valores;
  • Obteve ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto;
  • Optou pela isenção de imposto sobre o ganho de capital na venda de imóveis residenciais, seguido de aquisição de outro, no prazo de 180 dias;
  • Passou à condição de residente no Brasil, em qualquer mês de 2023, e nessa condição se encontrava em 31 de dezembro de 2023;
  • Possui trust no exterior;
  • Deseja atualizar bens no exterior.

Documentos necessários

Antes de começar sua declaração, é importante reunir todos os documentos necessários. Isso inclui:

Comprovantes de Rendimentos: Estes documentos incluem holerites, informes de rendimentos bancários, informes de rendimentos de corretoras, entre outros. Eles são essenciais para declarar seus ganhos ao longo do ano.

Comprovantes de Despesas Dedutíveis: Recibos médicos, comprovantes de despesas com educação, recibos de doações para instituições de caridade e outros documentos relacionados são necessários para comprovar suas despesas dedutíveis. 

Informes de Rendimentos de Dependentes: Se você possui dependentes que serão incluídos em sua declaração, é necessário ter os informes de rendimentos deles. Isso é fundamental para garantir que você inclua todas as informações necessárias sobre seus dependentes em sua declaração.

Documentos de Bens e Direitos: Documentos como escrituras de imóveis, documentos de veículos e outros documentos relacionados a bens e direitos que você possui devem ser incluídos na declaração. É importante declarar corretamente esses bens para estar em conformidade com a legislação fiscal e evitar problemas com a Receita Federal.

Documentação de Atividades Rurais: Se você possui atividades rurais, é necessário reunir documentos que comprovem seus rendimentos e despesas relacionadas a essas atividades. Isso inclui notas fiscais de vendas de produtos agrícolas, comprovantes de despesas com insumos, entre outros.

Declarações Anteriores: Ter acesso às suas declarações de Imposto de Renda dos anos anteriores pode ser útil para garantir consistência nas informações declaradas e para referência de dados como saldo de imposto a pagar ou a restituir de anos anteriores. Certifique-se de ter acesso a esses documentos antes de iniciar sua declaração atual.

Tabela do Imposto de Renda 2024

A tabela do Imposto de Renda (IR) estabelece as alíquotas aplicadas sobre os rendimentos tributáveis das pessoas físicas. Essas alíquotas determinam a porcentagem do imposto que deve ser pago de acordo com a faixa de renda em que o contribuinte se encontra.

É importante destacar que o Governo Federal anunciou a ampliação da faixa de isenção do Imposto de Renda para quem ganha até dois salários mínimos (R$ 2.824). A tabela do Imposto de Renda 2024 agora reflete essas alterações, considerando o desconto aplicado ao salário a partir de fevereiro.

Tabela Imposto de Renda 2024
Tabela Imposto de Renda 2024

Quais despezas podem ser deduzidas no Imposto de Renda?

As deduções fiscais no Imposto de Renda possibilitam a redução legal da tributação, mediante a inclusão de despesas específicas na declaração. Essas deduções podem abranger uma variedade de categorias, incluindo:

Despesas médicas: Gastos com saúde, como consultas médicas, exames laboratoriais, cirurgias, medicamentos, planos de saúde, entre outros.

Educação: Pagamentos de mensalidades escolares, cursos técnicos, graduação, pós-graduação e ensino técnico podem ser deduzidos do imposto de renda. Apenas os pagamentos realizados para instituições de ensino reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC) são passíveis de dedução.

Previdência privada: Contribuições feitas para planos de previdência privada do tipo PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) podem ser deduzidas do imposto de renda, até o limite de 12% da renda tributável anual.

Pensão alimentícia: Pagamentos feitos a título de pensão alimentícia, em cumprimento de decisão judicial ou acordo homologado judicialmente.

Livro-caixa de profissionais autônomos: Despesas relacionadas à atividade profissional, como aluguel de imóvel, material de trabalho, despesas com locomoção, entre outras, podem ser deduzidas do imposto de renda para profissionais autônomos que utilizam o livro-caixa como forma de apuração de rendimentos.

Faça sua Declaração do IRPF 2024 com a Conta49!

Datas previstas para a restituição do Imposto de Renda 2024

  • 1º lote: 31 de maio de 2024
  • 2º lote: 28 de junho de 2024
  • 3º lote: 31 de julho de 2024
  • 4º lote: 30 de agosto de 2024
  • 5º lote: 30 de setembro de 2024

A Receita Federal estabelece uma fila de prioridades para a restituição do Imposto de Renda, levando em consideração não apenas a data de entrega das declarações, mas também certos grupos que têm direito a receber antes dos demais, independentemente do momento em que enviaram suas declarações.

A ordem de prioridade para a restituição do Imposto de Renda em 2024 é a seguinte:

  • Idosos com idade igual ou superior a 80 anos;
  • Idosos entre 60 e 79 anos;
  • Contribuintes com alguma deficiência física ou mental, ou que tenham alguma moléstia grave;
  • Contribuintes cuja principal fonte de renda seja o magistério;
  • Contribuintes que optaram por adotar a declaração pré-preenchida ou escolheram receber a restituição via PIX.

É importante destacar que, para receber via PIX, é necessário que a chave informada no momento da declaração seja o CPF do contribuinte. Chaves PIX vinculadas a e-mails ou telefones, por exemplo, não são aceitas para esse fim.

Caí na malha fina, e agora?

Cair na malha fina pode ser uma situação preocupante, mas é importante manter a calma e tomar as medidas necessárias para resolver a questão. Aqui estão alguns passos a serem seguidos caso você caia na malha fina:

Verifique o motivo: Primeiramente, descubra por que sua declaração foi retida na malha fina. Isso pode ocorrer devido a divergências entre as informações declaradas por você e as informações fornecidas por fontes pagadoras, como empresas, bancos ou instituições financeiras.

Corrija as inconsistências: Se identificar algum erro ou divergência nas informações declaradas, corrija-as o mais rápido possível. Você pode retificar sua declaração por meio do programa da Receita Federal.

Reúna documentação comprobatória: Caso seja solicitado pela Receita Federal, reúna todos os documentos que comprovem as informações declaradas na sua declaração de imposto de renda, como comprovantes de rendimentos, recibos médicos, recibos de despesas com educação, entre outros.

Acompanhe o processo: Fique atento à comunicação da Receita Federal e acompanhe o processo de análise da sua declaração. Você pode verificar a situação da sua declaração por meio do Portal e-CAC (Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte) da Receita Federal.

Providencie o pagamento, se necessário: Se a revisão da sua declaração resultar em um imposto adicional a pagar, providencie o pagamento dentro do prazo estabelecido pela Receita Federal para evitar multas e juros.

Busque auxílio profissional: Se você enfrentar dificuldades para resolver a situação sozinho, procure a ajuda de um profissional de uma contabilidade ou um advogado tributarista, que poderá oferecer orientações específicas e representá-lo junto à Receita Federal, se necessário.

Mantenha-se atualizado: Esteja sempre atento às atualizações e prazos divulgados pela Receita Federal para garantir que sua situação seja resolvida de forma adequada e dentro das normas estabelecidas.

Embora a declaração do Imposto de Renda possa parecer uma tarefa árdua, com o conhecimento adequado e a preparação correta, você pode passar por esse processo sem estresse. Certifique-se de ficar atento aos prazos, reunir todos os documentos necessários e buscar orientação profissional. Com estas etapas em mente, você estará no caminho certo para uma declaração precisa e eficiente em 2024.

Entre em contato com a nossa equipe agora mesmo e saiba como podemos ajudá-lo.

Você pode se interessar também:

Carnê-leão, Simples Nacional ou Lucro Presumido: qual o melhor regime para quem presta serviços ao exterior?

Sou programador ou freelancer no exterior, devo investir meus recebimentos como PJ ou como PF?

Fale conosco